Malwares no Mac OS X

O Mac OS X Snow Leopard traz uma série de avanços em termos de segurança. É um sistema bastante seguro desde o momento que é instalado e como de costume, a Apple introduz esses recursos no sistema operacional e nos programas de uma forma muito competente e sempre muito intuitiva para o usuário. Mas será que ele é tão imune assim a malwares?

Apesar dos avanços no Snow Leopard e da dedicação da Apple em atualizar e corrigir falhas nos programas (afinal nada é 100% seguro), a postura da empresa na última atualização de segurança não foi muito feliz.

Na última atualização de segurança para o Mac OS X, que atualiza o sistema para a versão 10.6.4, a Apple traz algumas correções e atualizações para a segurança do sistema operacional. Uma das atualizações é a inclusão de um trojan na lista de detecção do anti-malware embutido no Mac OS X: o HellRTS. Abaixo você pode ver a lista de malwares detectados pelo Mac OS X. São cinco itens, três malwares diferentes: RSPlug.A, OSX.iService e OSX.HellRTS.

Lista de malwares do Mac OS X 10.6.4
Lista de malwares do Mac OS X 10.6.4

O problema não é a Apple ter incluído esse trojan na lista de malwares detectados pelo Mac OS X, mas por não ser transparente com relação a existência de malwares no Mac OS X. Atualizar sorrateiramente a lista de definições de malwares não me parece uma forma muito feliz da Apple tratar o assunto.

O motivo da existência desse blog é a divulgação de informações sobre segurança para que usuários de Mac possam se informar e escolher as melhores opções na hora de se proteger. Esconder a existência de malwares, é uma atitude que em nada contribui para a segurança dos usuários pois reforça a idéia de que não existem malwares para Mac. Reforçar essa idéia pode levar aos usuários a ficarem desprotegidos contra essas ameaças.

Fica o aviso: o Mac OS X não é tão imune a malwares quanto se divulga, portanto é muito importante manter o sistema sempre atualizado e cuidado ao abrir links e fazer download de programas!

7 respostas para “Malwares no Mac OS X”

  1. Pingback: StrongMac Blog
  2. Pingback: Roberto Martins
  3. Pingback: Ricardo Martins
  4. Pingback: Ricardo Martins
  5. Pingback: Ricardo Martins
  6. Pingback: StrongMac Blog
  7. Pingback: Roberto Martins

Deixe uma resposta